19 de abril de 2014

Quatro traduções de um mesmo vídeo

(Atualizado com mais uma tradução amadora.)

Estes dias, passou a circular um vídeo que se tornou viral, sobre uma falsa vaga de emprego que parece impossível (propaganda de uma empresa de cartões).

Vários conhecidos começaram a pedir que fosse traduzido, e me ofereci para fazer a legendagem. De vez em quando eu traduzo algo de que gosto, para mim mesma ou para alguém querido. Foi o que fiz, traduzindo e editando o vídeo com legendas fixas.

Dois dias após ter divulgado o vídeo no YouTube, descobri outras duas traduções em português, publicadas quase ao mesmo tempo que a minha. Mais um par de dias depois, encontrei outra versão legendada que já se tornou muito popular.

Achei muito interessante comparar a redação, o estilo e as características técnicas (sincronia, subdivisão de legendas, ritmo de leitura) de duas traduções amadoras com a minha, que fiz usando os critérios da legendagem profissional com que trabalho normalmente.

São estes:

1 (amador, clique em 'cc' e selecione legendas em português)

2 (amador)

3 (amador)

4 (profissional)


Algumas ressalvas importantes:

Meu objetivo aqui não é criticar nem ridicularizar as traduções amadoras. Foram feitas por gente que, como eu, quis tornar um vídeo bonito acessível para pessoas queridas, e cumprem com esse objetivo. Também não me sinto de forma alguma "moralmente superior" a ninguém.

Por outro lado, o tempo todo ouvimos comentários sobre a excelente qualidade das traduções amadoras ("fansubs"). Inclusive já tive alunos que eram fansubbers e achavam absurdas as imposições técnicas nas quais eu insistia para conseguirem se inserir no mercado profissional, pois argumentavam que "todo mundo" elogiava seu trabalho.

Esta comparação é apenas uma boa oportunidade de destacar essas diferenças.

Essas legendagens amadoras cumprem a função de transmitir rapidamente um conteúdo em língua estrangeira? Sem dúvida.

Seriam aceitas por uma produtora de vídeo ou canal de TV como um serviço profissional? Em hipótese alguma.

Os textos contêm inúmeros problemas de tradução, gramática e estilo. Há legendas com tanto texto que não dá tempo de ler (ou, se conseguimos ler, não temos tempo de observar as imagens, o que é uma perda grave). A sincronia não está precisa, assim como a quebra de legendas e de linhas, e tudo isso exige um esforço redobrado do espectador para acompanhar as legendas, em detrimento da experiência prazerosa de assistir ao vídeo.

Todas essas observações se baseiam em conhecimentos bastante técnicos e nem sempre intuitivos.

Tudo isto não é para pedir elogios nem nada disso, absolutamente -- eu continuo me aprimorando e não me considero dona da verdade.

É apenas para ilustrar o que qualquer tradutor qualificado já sabe: o bom resultado final de uma tradução é a ponta do iceberg, fruto de um esforço significativo de estudo, capacitação e treinamento, aliado a um trabalho intenso e extremamente detalhista durante o processo de tradução -- tudo isso apenas para que o receptor desse conteúdo não note demais a tradução em si, como alguém que aprecia a paisagem sem reparar no vidro da janela.

E também para lembrar que ainda falta muito, muito mesmo, para sermos substituídos por máquinas ou por voluntários bem-intencionados, caso alguém tivesse alguma dúvida.

10 comentários:

Gio Lester disse...

Carol, obrigada. Eu faço uso esta ferramenta com os meus alunos de tradução e realmente ajuda muito. Muda a percepção de que conehcer um idioma e entender o que é dito é bastante. Muito bem feito.

Carolina G. Guimarães disse...

Excelente! Já compartilhei seu post.

Angela disse...

Fantástico Carol, obrigada!
Tivemos uma legendagem como tarefa desta semana no curso que estou fazendo (módulo de Tradução de Meio Ambiente da NYU). Algumas colegas não tinham visto nada sobre legendagem ainda, então mandei pra elas o link do seu blog e este post veio a calhar.

Dani Fai disse...

Muito bom tradução.Muito boa adaptação do Thanksgiving para o Carnaval.Jogadas assim fazem toda a diferença. Parabéns.

Anônimo disse...

A maioria das legendas amadoras são como as exemplificadas acima. Mas há sim algumas legendas amadoras semelhantes a profissional acima. Muitas delas são produzidas por grupos formados na internet de legendadores bem organizados. Eles possuem um conjunto de normas a seguir como limite de caracteres por linhas etc... Eu mesmo já vi legendas profissionais com problemas que eram facílimos de serem resolvidos.

Anônimo disse...

eu teria legendado assim:

A vaga requer trabalhar em pé,
quase todo tempo ou todo tempo.

Anônimo disse...

buscamos formados em medicina,
finanças e artes culinárias.

Trabalhar bem em locais caóticos.
Se tinha vida irá abrir mão dela.

-E quando é hora de dormir ou...
-Sem tempo para dormir.

Jana disse...

Maravilhoso texto! Parabéns pelo blog. Pretendo fazer meu trabalho final sobre o tema e adorei conhecer seu espaço.

Jubsky disse...

Excelente esse post!

Enrique disse...

A boa tradução é essencial, algo depois vêm a legenda adequada e bem colocada (legível e sucinta, se preciso).

A sua versão ficou melhor, apesar da ter feito localização/adaptação (carnaval, uns gostam outro não).